Arbitragem, um assunto "meio" complicado...

às 8:48 AM Posted by Investmaníacos under

A leitora Gracie perguntou sobre a estratégia de arbitragem entre as ações PETR4 e VALE5, visto que a diferença entre elas, na data  do seu e-mail, dia 26/01/2010, estava em R$ 8,74.

 

Em primeiro lugar, queremos agradecer os elogios da Gracie. Nós tentamos apenas elucidar as dúvidas dos leitores com explicações simples e diretas.

 

Nossa idéia é compartilhar o nosso conhecimento com vocês.  E ficamos muito felizes quando recebemos um retorno positivo.

 

Depois, ficamos mais felizes porque é uma participação feminina no Blog!!! Em 2 anos e meio de Blog a participação feminina foi pequena. 

 

Mas vamos à questão da Gracie. Porém, o que é essa tal de arbitragem?!?!

 

Buscando resposta para esta questão, encontramos a seguinte definição de Arbitragem no glossário do site Infomoney:

"Termo usado no mercado financeiro para definir operações que buscam tirar proveito de variações na diferença de preços entre dois ativos ou entre dois mercados, ou das expectativas futuras de mudanças nessas diferenças. Como exemplos, podemos citar a compra de um ativo à vista e a venda desse mesmo ativo a futuro."

 

Outro texto interessante encontramos no site CHRInvestor. Para ler o texto clique aqui.

 

Simplificando: arbitragem é uma estratégia com ações, conhecida também como "long and short", onde o investidor  compra a ação A e vende a ação B, visando obter um lucro com a diferença de preço entre as duas ações envolvidas na operação.

 

Agora que já sabemos o que significa arbitragem, vamos à questão.

 

A idéia da Gracie é comprar PETR4 e vender VALE5, buscando obter um lucro entre a diferença de preço entre as duas ações.

 

Quando pensamos desta forma, acreditamos que a ação que estamos comprando vai subir de preço (no caso a PETR4) enquanto a ação que estamos vendendo vai cair de preço (no caso a VALE5). È uma operação conjunta, realizada ao par.

 

A idéia é simples: comprar PETR4 para vender futuramente com um preço maior, e vender VALE5 para comprar futuramente com um preço menor.

 

Para verificar graficamente esta possibilidade, criamos um gráfico que representa a divisão da VALE5 pela PETR4.

 

Neste caso, para interpretar seu significado tem-se:

 

- se no gráfico a tendência estiver ascendente (para cima), significa que a VALE5 tende a aumentar de preço e a PETR4 tende a cair de preço, no período analisado, aumentando a diferença no valor da escala na direita (representação do resultado da divisão da cotação da VALE5 pela PETR4).

 

- se a tendência é descendente (para baixo), a VALE5 tende a diminuir de preço e a PETR4 tende a aumentar de preço, no período analisado,  diminuindo a diferença no valor da escala na direita (representação do resultado da divisão da cotação da VALE5 pela PETR4).

 

- se a tendência é lateral (andando de lado), a diferença de preço  entre a VALE5 e a PETR4 tende a ficar constante, onde as oscilações de preço das ações é similar.

 

Olhando gráfico diário acima oriundo da divisão VALE5/PETR4, podemos dividir o gráfico em 2 períodos.

 

O primeiro período, de Dezembro de 2008 a Julho de 2009, a tendência do gráfico foi descendente, conforme reta ali traçada. Assim, a tendência de alta da PETR4 é maior que a tendência de alta da VALE5, diminuindo a diferença de preço entre as duas ações (a divisão está se aproximando de 1). E isso pode ser confirmado com o histórico das cotações e divisões.

 

Cotação em 02/02/09 (fechamento)

VALE5 = R$ 26,94

PETR4 = R$ 24,69

Divisão = 1,09

 

Cotação em 15/07/09 (fechamento)

VALE5 = R$ 29,81

PETR4 = R$ 30,42

Divisão = 0,98

  

O segundo período, que vai de Julho de 2009 até os dias de hoje, a tendência do gráfico é ascendente, conforme reta ali traçada. Assim, a tendência de alta da VALE5 é maior que a tendência de alta da PETR4, aumentando a diferença de preço entre as duas ações (a divisão está se distanciando de 1). E isso pode ser confirmado com o histórico recente das cotações das duas ações e suas divisões.

 

Cotação em 15/07/09 (fechamento)

VALE5 = R$ 29,81

PETR4 = R$ 30,42

Divisão = 0,98

 

Cotação em 29/01/10 (fechamento)

VALE5 = R$ 42,14

PETR4 = R$ 34,17

Divisão = 1,23

  

No curtíssimo prazo, tomando como base os últimos 5 pregões, a arbitragem entre VALE5 e PETR4 parece interessante, pois a diferença de preço está se aproximando da reta de suporte de alta.

 

Mas para um período mais longo a estratégia requer atenção, pois realizar a arbitragem agora é operar contra a tendência principal mostrada ano gráfico.

 

É importante ressaltar que esta estratégia é um tanto quanto delicada e sensível, pois o ganho/perda ocorre na diferença entra a ação comprada e a ação vendida. Assim, o investidor tem que acompanhar de perto as duas ações envolvidas na operação para não perder o tempo exato de duração de operação.

 

OBS: Estamos utilizando os termos caindo e subindo neste post para exemplificar melhor o gráfico e a estratégia de arbitragem. A diferença de preço entre as ações poderá aumentar ou diminuir em diversas situações, não só com um delas subindo e a outra caindo. Exemplo: se uma das ações andar de lado, sem alterar significativamente o seu preço enquanto a segunda cair ou subir consideravelmente, também ocorrerá uma alteração na diferença de preço entre elas.

 

Um grande abraço,

 

Investmaníacos, 01 de fevereiro de 2010.

1 comentários:

On 3 de fevereiro de 2010 15:32 , RAE disse...

Olá!!

Arbitragem é a possibilidade de obter lucro sem incorrer em risco. Operações de long-short fazem sentido quando são feitas com empresas de mesmo setor levando em consideração um ganho competitivo relativo, ou então quando o spread entre as ordinárias e preferenciais está distorcido. Num long-short com petr4 e vale5 não há arbritagem, será uma operação de risco e especulativa. Recentemente a Link estava recomendando uma operação de long-short com petr3 e petr4 baseado em uma diferença no spread. Não acompanhei a operação, mas pode-se conseguir maiores detalhes no chat do site deles.

Parabéns pelo blog, ainda não tinha visitado!!